(44) 99949-3599  |  /andrealmenaraoficial


Homem que ficou preso injustamente poderá receber indenização do Estado


O advogado criminal Emerson Farias, da cidade de Sarandi, garantiu que vai entrar com uma indenização contra o Estado pelo motivo que seu cliente, o Luiz da Silva Lemos, de 41 anos, ficou quase 50 dias preso na delegacia da Polícia Civil de Sarandi. O funileiro foi apontado como sendo o responsável pela morte de Isabel dos Santos, de 51 anos.

A mulher foi estuprada e morta em setembro em sua casa no Jardim Ouro Verde. Luiz da Silva foi colocado em liberdade na véspera de feriado de finados por um alvará de soltura expedido por uma Juíza de Sarandi.

O advogado criminal juntamente com a Polícia Civil provaram para a Justiça que Luiz era inocente porque na cidade de Ponta Grossa foi preso Francisco Wellington Pereira da Silva, de 28 anos, que confessou em depoimento ser o assassino de Isabel. O advogado disse que pedirá indenização por conta dos 46 dias que Luiz ficou preso injustamente, e para reparar os danos morais e danos materias.

Luiz da Silva Lemos ainda está bem abalado por conta dos dias em que passou na cadeia. O resultado do exame genético de Luiz para confrontar com o material colhido de Isabel não ficou pronto. O delegado da Polícia Civil, Adão Rodrigues, aguarda o laudo. Esta semana Francisco Pereira que foi preso em Ponta Grossa poderá ser transferido para Sarandi.


Redes Sociais:

Compartilhar no facebook


Copyright © 2013-2017 Logicomp Soluções e TI & Logicomp Studio. Todos os Direitos Reservados